Diretoria de Educação (Died)

A Diretoria de Educação (Died), da Seme tem a finalidade de planejar e implementar políticas educacionais no município, organizando e coordenando o trabalho pedagógico com a realização das formações permanentes dos professores da rede de ensino municipal.

A estrutura organizacional da Died é formada por 11 grupos de trabalho entre coordenações, centros e núcleos, que dão apoio técnico e pedagógico às unidades educativas municipais, colaborando na implantação e execução de projetos, programas e parcerias. Cada grupo responde por uma pauta da educação, são eles:

– Coordenação da Educação Infantil (Coei);

– Coordenação do Ensino Fundamental (COEF);

– Coordenação da Educação de Jovens, Adultos e Idosos (COEJAI);

– Coordenação de Educação de Campo, das Águas e das Florestas (COECAF);

– Coordenação de Educação Escolar dos Indígenas, Imigrantes e Refugiados (CEIIR);

– Coordenação da Educação para as Relações Étnico-Raciais (Coderer);

– Departamento de Educação Física (DEEF);

– Sistema Municipal de Bibliotecas Escolares (Sismube);

– Centro de Formação de Educadores (CFE) “Paulo Freire”;

– Centro de Referência em Inclusão Educacional (Crie) Gabriel Lima Mendes;

– Núcleo de Informação Educativa (Nied).

A SEMEC reafirma seu compromisso com a democratização da gestão pública ao reconhecer a pluridiversidade social e a Educação Popular como princípios do Governo da Nossa Gente. Este fato vem sendo celebrado quando a Coordenação de Educação de Jovens, Adultos e Idosos (COEJAI) é resgatada pela atual gestão, assim como as Coordenações da Educação do Campo, das Águas e das Florestas (COEAF), da Educação Escolar dos Indígenas, Imigrantes e Refugiados (CEIIR), e da Educação para as Relações Étnico-Raciais (Coderer), que passam a atender as demandas que foram, historicamente, reprimidas, e que agora são prioridade no projeto político pedagógico da rede municipal de ensino.

A partir do protagonismo social e político dos grupos de trabalho, a Diretoria de Educação (Died) se coloca na vanguarda de uma educação pública verdadeiramente de qualidade, referenciada socialmente, e que se faz representar a Amazônia plural, respeitando os direitos identitários e territoriais de seus sujeitos. 

O novo projeto educacional do município tem como base epistemológica a filosofia de Paulo Freire, patrono da educação brasileira, que este ano chega ao centenário, em 19 de setembro de 2021.

As celebrações do Centenário de Paulo Freire tem início com a publicação da Portaria Conjunta 001/2021, com programações de eventos intersetoriais, e que pretende a partir de 2022 alfabetizar mais de 11 mil pessoas entre jovens, adultos ou idosos para que possa declarar em 2024 Belém como território livre do analfabetismo.

O Ensino Fundamental está organizado em ciclos, seguindo pressupostos humanistas, em que determinados processos educativos devem ser organizados dentro de um período que atenda as demandas de desenvolvimento e aprendizagem das crianças e adolescentes em suas múltiplas dimensões do corpo e da vida.

Para alcançar uma educação em ciclos, a SEMEC orienta que as escolas se adequem às necessidades dos alunos, organizando os procedimentos pedagógicos conforme as demandas trazidas pela pluriversidade que caracteriza a escola pública.

Os ciclos iniciais são: ciclo I que corresponde ao 1º ao 3º ano e o ciclo II que corresponde ao 4º e 5º ano.  Os ciclos finais são o ciclo III que corresponde ao 6º e 7º ano e o ciclo IV que corresponde ao 8º e 9º ano.

Atualmente quem assume a direção da DIED é a professora Ms. Dorilene Melo. Sua formação acadêmica é de pedagoga. Especialista em Gestão Escolar pela Universidade do Estado do Pará (UEPA) e mestra em Educação pela Universidade Federal do Pará (UFPA).

Skip to content